Pular para o conteúdo principal

Musicas e Poemas de Ballet

Blog de balletedanca : Tudo sobre Ballet, Musicas e Poemas de Ballet
A BAILARINA 
Um, dois, três e quatro,
Dobro a perna e dou um salto,
Viro e me viro ao revés
e se eu caio conto até dez.

Depois, essa lenga-lenga
Toda recomeça.
Puxa vida, ora essa!
Vivo na ponta dos pés.

Quando sou criança
Viro orgulho da família:
Giro em meia ponta
Sobre minha sapatilha.

Quando sou brinquedo
Me dão corda sem parar.
Se a corda não acaba
Eu não paro de dançar.

Sem querer esnobar
Sei bem fazer um grand écart.
E pra um bom salto acontecer
Me abaixo num demi plié.

Sinto de repente
Uma sensação de orgulho
Se ao contrário de um mergulho
Pulo no ar num gran jeté.

Quando estou num palco
Entre luzes a brilhar,
Eu me sinto um pássaro
A voar, voar, voar.

Toda bailarina pela vida vai levar
Sua doce sina de dançar, dançar, dançar...



BAILARINA QUE PISA NO CÉU
Bailarina que pisa no céu
Mais leve que um  papel
Leva os sonhos do mundo
Ao mundo belo da arte de bailar.
Deixa o palco e corre nas ruas,
Acentua o passo firme
Em cima da sociedade
E gira em sentido da verdade.

A BAILARINA
Esta menina
tão pequenina
quer ser bailarina

Não conhece nem dó nem ré
mas sabe ficar na ponta do pé

Não conhece nem mi nem fá
mas inclina o corpo para cá e para lá

Não conhece nem lá nem si
mas fecha os olhos e sorri

Roda, roda, roda com os bracinhos no ar
e não fica tonta nem sai do lugar.

Põe no cabelo uma estrela e um véu
e diz que caiu do céu.

Esta menina
tão pequenina
quer ser bailarina

Mas depois esquece todas as danças,
e também quer dormir como as outras crianças.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Brincadeiras para aula de Baby Class

Recursos Didáticos – Brincadeira é coisa séria! A brincadeira deve ser valorizada pois é através dela que se constrói os conceitos lógicos-matemáticos: quantidade, tamanho, distância, etc. A brincadeira diverte e educa através de jogos, dancinhas, concursos, grupinhos, histórias, etc.
1-Técnica Significa fazer bem feito o que aprendeu, libertando energia física e emocional. Deve ser considerada em último plano, pois é conseqüência do trabalho de base.Deve ser exigida somente a partir dos 9 anos mais ou menos.
2-Esquema corporal Ensinar as diferenças e a importância de cada parte do corpo, explicando que podemos mexer com os dedos sem mexer com as mãos etc. Ex: – as crianças sentadas no chão deverão mexer com cada parte de seu corpo independentemente, começando pelos dedos dos pés e ir subindo até tomar todo o corpo.
3-Ritmo/Musicalidade Cada criança tem um ritmo próprio que dever ser respeitado. O professor deve despertar a musicalidade utilizando a música durante as brincadeiras. Ex: – em roda…

Tenho 15 anos, posso começar o ballet nesta idade?

O ideal é começar mais nova porque o físico é mais fácil de ser trabalhado, mas em compensação com a sua idade a consciência corporal é muito melhor e você irá conseguir associar a técnica ao corpo mais rápido, principalmente se tiver certas facilidades como um bom pé, flexibilidade, força, boa memória e musicalidade. Ballet não é fácil e não é a idade que vai mudar isso, o importante é você fazer o que te realiza para que não se arrependa depois...se isso vai te fazer feliz, você enfrentará qualquer dificuldade com coragem e vai valorizar cada sacrifício necessário para ser uma boa bailarina...procure uma boa escola e a ajuda de um profissional para te orientar melhor...e espero que você consiga alcançar seus objetivos no ballet e na vida...!!!!

Abertura (Grand Ècart) ajuda

Abertura (Grand Ècart) ajuda
 Passo 1 • Comece pelo rebaixamento em uma perna. • Certifique se os joelhos estão na posição certa. • O quadril deve estar retinho, sem desencaixar. • Mantenha os ombros de frente e para cima, com as mãos no chão para o equilíbrio. • Delicadamente estique seu corpo para a frente, sentindo um alongamento agradável. • Mantenha o alongamento por 20 a 30 segundos, sem sair.Para aprender a fazer uma abertura frontal.
 Passo 2 • Com a perna da frente em linha reta, deixa o corpo cair com o peso por cima dela. • Mantenha os dedos apontados para frente, para trás os do pé no chão. • Use as mãos para apoiar. • Mantenha o alongamento por 20 a 30 segundos, sem sair.

  Passo 3  • Deite-se de costas, levantando uma perna para o ar.  • Segure a parte inferior elevada, com ambas as mãos.  • Mantendo sua perna ligeiramente flexionada, puxe a perna em direção a seu corpo  • Mantenha o alongamento por 20 a 30 segundos.

  Passo 4