Pular para o conteúdo principal

Digamos que você, depois de tantos ensaios e tanto esforço, vai dançar seu primeiro solo. Imagine! É de deixar qualquer um doido de tão nervoso! Para que isso não interfira no seu desempenho na dança, você precisa de todo um ritual de preparação e é isso que tentamos demonstrar aqui. :-)
----- ----- ----- -----
1. Sempre, em qualquer dança, se alongue antes de entrar no palco. Faça exercícios de alongamento para tudo, panturrilhas, coxas, braços, costas, abdômen, enfim, tudo essencial ao seu bom desenvolvimento no palco. Se você for dançar de ponta dê uma atenção especial ao alongamento do pé. Faça tudo isso para não acabar a apresentação cheia de dores.
2. Se alonge com uma malha de ballet, não com sua fantasia. Há o perigo de ela sujar ou rasgar, o que é extremamente incoveniente. Além disso, a fantasia te limita a fazer certos alongamentos. Chegue cedo ao local da apresentação para se alongar bem, começando com meia ponta e depois com ponta, e ainda dá tempo de tirar umas fotos. 
3. Ensaie no palco preparado alguns passos que você considera mais difíceis para se acostumar com a delimitação e a superfície onde dançará.
4. Se você é supersticiosa, antes de entrar no palco de três leves batidinhas namadeira do palco. A Ana Botafogo disse que dá certo. Vale a pena tentar!
5. Também vale a pena fazer uma oração antes da dança. Isso nos conforta e nos deixa menos tensa. Antes de tudo, pensem em alegrar as pessoas. Peçam a Ele que tudo dê certo, mas se não der, pensem que esta foi a Sua vontade. Haverá muitas outras chances.
6. Se você está nervosa, com friozinho na barriga, não mostre seu nervosismo para suas colegas de grupos. Elas também ficam nervosas e podem fazer acontecer algo ruim (que coisa horrível)! :P Pense em todos os ensaios que você passou para que tudo saísse perfeito, pense que é aquela a hora, e depois de tanto esforço, não pode-se agora 'amarelar' :-)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Brincadeiras para aula de Baby Class

Recursos Didáticos – Brincadeira é coisa séria! A brincadeira deve ser valorizada pois é através dela que se constrói os conceitos lógicos-matemáticos: quantidade, tamanho, distância, etc. A brincadeira diverte e educa através de jogos, dancinhas, concursos, grupinhos, histórias, etc.
1-Técnica Significa fazer bem feito o que aprendeu, libertando energia física e emocional. Deve ser considerada em último plano, pois é conseqüência do trabalho de base.Deve ser exigida somente a partir dos 9 anos mais ou menos.
2-Esquema corporal Ensinar as diferenças e a importância de cada parte do corpo, explicando que podemos mexer com os dedos sem mexer com as mãos etc. Ex: – as crianças sentadas no chão deverão mexer com cada parte de seu corpo independentemente, começando pelos dedos dos pés e ir subindo até tomar todo o corpo.
3-Ritmo/Musicalidade Cada criança tem um ritmo próprio que dever ser respeitado. O professor deve despertar a musicalidade utilizando a música durante as brincadeiras. Ex: – em roda…

Tenho 15 anos, posso começar o ballet nesta idade?

O ideal é começar mais nova porque o físico é mais fácil de ser trabalhado, mas em compensação com a sua idade a consciência corporal é muito melhor e você irá conseguir associar a técnica ao corpo mais rápido, principalmente se tiver certas facilidades como um bom pé, flexibilidade, força, boa memória e musicalidade. Ballet não é fácil e não é a idade que vai mudar isso, o importante é você fazer o que te realiza para que não se arrependa depois...se isso vai te fazer feliz, você enfrentará qualquer dificuldade com coragem e vai valorizar cada sacrifício necessário para ser uma boa bailarina...procure uma boa escola e a ajuda de um profissional para te orientar melhor...e espero que você consiga alcançar seus objetivos no ballet e na vida...!!!!

Quebrando a sapatilha de ponta

Você já deve ter ouvido falar que as bailarinas precisam quebrar suas sapatilhas pra poder dançar com elas, né? Mas afinal, por que quebrá-la? Quebrar uma sapatilha (nova) vai deixá-la mais confortável e mais fácil de subir. Quando uma bailarina quebra sua sapatilha, ela está, na verdade, moldando-a pra que fique no formato de seus pés. Lembrando que tudo começa com um par de sapatilhas que foram escolhidas especificamente e unicamente pro uso de uma bailarina. Na ora de comprar e fazer seu fitting, dê preferência a quem entende e tem experiência no ramo, pois se você começa com um número errado, pra acertar depois fica difícil. E se você já comprou a sua então aqui vão algumas dicas pra te ajudar a quebrá-las e amaciá-las! Amacie a box. Massageie gentilmente as laterais, pressionado pra baixo, como se você quisesse amassá-la. Use as mãos, hein? Seu pé pode danificar a box! Algumas bailarinas amaciam a box ficando em cima dela ou batendo com um martelo ou imprensando na porta. Esse proced…